Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VENERAÇÃO



Veneração

   © Lílian Maial


Eu sei do teu amor, e os versos que me ofertas
São pérolas de sonho, doces ventos loucos,
Que nutrem meu furor, nas rimas não tão certas;
E em quadras que componho, te amo como poucos!

Mas sabes tu do ardor, nos meus murmúrios roucos,
Nas noites que me enfronho, indócil nas cobertas?
Ou ages sem pudor, algoz de ouvidos moucos:
E em cárcere enfadonho, em dor, tu me libertas?

Entendes que as distâncias todas me maltratam,
E que essas horas sem ponteiros só me espetam,
Como a banir do rosto as faces que eram minhas?

Deixaste um sol poente, estático, aguardando.
E as pedras solitárias, tristes, lamentando...
A ausência desse amor, razão dessas covinhas!


***********
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 10/06/2006
Código do texto: T173073

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248660 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:24)
Lílian Maial

Site do Escritor