Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO SABER DA DOR!...

Grandes são os anseios que rondam!
Pobres e incapazes são as palavras...
O coração reclama direitos postos
O poeta diz em versos da melancolia

Como se fazer entender um sentir seu
Num mundo de tantas penas ingratas
A morte na alma, a dor é incessante!
O caos pelo caminho, segue errante...

Tantas são as amarguras, lamentos!
Diante do amor de sonhos impossíveis
Rebela-se o ser frente à tempestade

Se não há solução ao que é desventura
A poesia soluça em no lugar da esperança
Pobre, impia é a tortura, resta o adeus...

Santo André
SP-BR

 
Carmen Ortiz Cristal
Enviado por Carmen Ortiz Cristal em 14/06/2006
Código do texto: T175070
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmen Ortiz Cristal
Botucatu - São Paulo - Brasil, 56 anos
454 textos (65583 leituras)
7 e-livros (5343 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:17)
Carmen Ortiz Cristal