Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser

No silêncio do cosmos, nem noite nem dia,
mistérios que se adensam, planeta que jaz,
a verdade escondida, é estrela da paz
porque os homens anseiam; é sabedoria.
 
Sabe ser como terra pra nos confortar,
ou nutrida qual água, que nos alimenta;
também o ar conserva, só pra respirar,
e o fogo que nos cede energia atenta.
 
Ser uno, sideral, sempre em estreita união
com o cosmos, a terra e seus alimentos
do corpo, até da mente, buscando paixão
 
nas vidas que partilha e seus sofrimentos
que são meus, que são nossos, e transformarão
este mundo num só, como seus elementos.
 
Sintra, 23/04/2006
António CastelBranco
Enviado por António CastelBranco em 15/06/2006
Código do texto: T175799
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
António CastelBranco
Portugal, 56 anos
57 textos (1698 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:20)
António CastelBranco