Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REENCONTRO


Chega a saudade agora e lentamente sangra
no mais fundo do peito, abre as portas e os portos,
dói e angustia, ancora e encurva-se na angra,
em seguida levanta um a um, os meus mortos.

Vêm minha mãe, meu pai, meus filhos, minha mestra,
vêm meus amigos, tanta é essa lembrança antiga!
Ó coração, por que chorar, se toca a orquestra.
harmônica e suave em tom de ária e cantiga?

Eis minha doce mãe, é um anjo que se libra
no espaço, e mansa e terna e amiga me abençoa
fazendo o coração vibrar fibra por fibra!

Meu pai desce a seguir, após, meu filho adulto,
traz o irmão pequenino - a minha hora soa,
os amigos, a mestra... Eu já não choro, exulto!
 
                          Madrugada de 10-09-92
joaojustiniano@terra.com.br
www.joaojustiniano.net

João Justiniano
Enviado por João Justiniano em 21/06/2006
Código do texto: T179823

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Justiniano
Salvador - Bahia - Brasil, 96 anos
619 textos (19599 leituras)
13 e-livros (1027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:23)
João Justiniano