Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mundo distante

Douram-se os cômoros, sais benditos
beirando o mar que banha seus fulgores;
num marulho soturno, um arfar aflito
de uma concha a escutar os desamores.

Lamentam-se na areia, quais proscritos,
desterrados, a viver só de saudade, sonhadores;
e lá da terra mãe ouvem-se os gritos,
choros do mar de Portugal, além de Açores.

Aqui se abrigam no silêncio das palmeiras
e nesse florão da América, céu profundo,
buscam seu fadário, abraçados na bandeira.

Por ela lutarão, seja de sangue tingida,
mas jamais olvidarão, inda tão distante mundo,
do tão belo Portugal; lá é a terra querida.
Chaplin
Enviado por Chaplin em 30/06/2006
Código do texto: T185331
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chaplin
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
420 textos (28741 leituras)
1 áudios (130 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:12)
Chaplin