Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entressafra

Dormi, sob os lençóis da poesia,
a hibernar meus sonhos de poeta,
pra esconder aquela dor secreta,
que todo ser há de sentir um dia.

A dor que nunca disse que doía,
pois tinha medo de não ser sentida.
Aquela dor que vive de partida
a cada novo adeus que anuncia.

Dormi, sobre o colchão da poesia,
a espreguiçar o verso que nascia
da dor secreta que nunca senti.

Hoje, acordado, ainda sonolento,
na entressafra doutro pensamento,
confesso: Não me lembro que dormi.


Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 05/07/2006
Reeditado em 05/07/2006
Código do texto: T188280
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1332 textos (57750 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3192 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:18)
Herculano Alencar

Site do Escritor