Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCES LEMBRANÇAS


Felizmente… Já não te chateio mais
 Com esta poesia de amor quase doente,
 Compreendo agora que não voltarei jamais
 E que vou viver, enfim alegremente.
 
Minha alma neste momento está vazia
 Recordações não existem no meu peito,
 Apenas dou lugar aos livros de poesia
 Que adoro ler e escrever do mesmo jeito.
 
Tantas lágrimas secaram no meu rosto
 Ao chorar sofrendo tão grande desgosto,
 Porque perder-te foi algo que nunca imaginei
 
Esse amor intenso que me dedicavas
 Trazia doçura nos beijos que me davas
 E ao retribui-los, jamais esquecerei.
 
Maria Custódia Pereira
Biazocas
Enviado por Biazocas em 08/07/2006
Reeditado em 23/10/2011
Código do texto: T189786
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Biazocas
Portugal, 65 anos
425 textos (15843 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:03)
Biazocas