Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caixa de Ossos

Mármore frio fere a esta criatura
Cemitério abjeto a agonia constrói
Tez última da fera se corrói
Infausto esquife na vil sepultura.

Tanta soberba em vida de usura
Báquico ser que expirou e hoje dói...
Um esqueleto torpe que se destrói
No espectro teu uma verve tenaz e obscura.

Ossos do teu esquecimento temporal
Casta funesta e triste que não aprende
Que no fim só sobrará o frígido osso.

Restos sórdidos na curva do mau
O coração frio a tortura se prende
Na caixa infernal o fundo do poço.

                          HERR DOKTOR
HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 18/07/2006
Reeditado em 13/04/2009
Código do texto: T196640

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21377 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:59)
HERR DOKTOR