Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de amor como certeza

Alívio, vem povoar est’alma
Com a calma de quem tentou
Se buscou ler da mão a palma
o destino de quem se apaixonou!

Se lutou co’esta esperança infinita
Que habita ligeira em meu coração
Se então, já choroso palpita...
Por desalentos de tamanha vil paixão

Agradece, ‘inda sorri!
Porque tentaste com devoção
Ser de uma vida elixir...

Se recusaram teu coração
Tens paciência, irá cumprir...
A vida te promete... Esquece a razão!
dhália
Enviado por dhália em 19/07/2006
Código do texto: T197550
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:58)
dhália