Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO

É linda, muito linda, doidamente linda!
O sorriso na linda face escancarado
Faz de qualquer um, um demente apaixonado
Que, desprezivo chora e geme, e espera ainda.

Já moribundo, loucamente escaveirado
Tendo a existência atribulada que se finda,
À ingratidão dessa mulher somente brinda...
Não acredita que ela o tenha abandonado.

Ela balança a cabeleira esvoaçante
E espera em seu palácio o novo e belo amante,
Para mostrar-lhe uma poesia licenciosa.

E a vida continua. Acaba a poesia.
Escurece a telinha. Tudo silencia.
E ela, distante, canta e ri... mais poderosa!

Lucan
Enviado por Lucan em 20/07/2006
Código do texto: T198197
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86950 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:39)
Lucan