Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dardos flamejantes

Com todo amor, em todas as manhãs
lançávamos os dardos flamejantes
como se fossem puros diamantes
já lapidados, sem promessas vãs.

Assim a vida nos sorria, linda,
e nós, enamorados, em paixão,
também ardíamos o coração,
queimávamos as almas, mais ainda.

O nosso amor-paixão se transformou
e nos apresentou o amor-razão,
que nos embala em nosso dia-a-dia.

E na madura calma em que hoje estou
posso pegar-te o braço, dar-te a mão,
chamar-te de meu bem com alegria.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 27/05/2005
Código do texto: T20162
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 69 anos
912 textos (265123 leituras)
36 áudios (10811 audições)
6 e-livros (1859 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/06/17 14:52)
Paulo Camelo

Site do Escritor