Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto Inquietante

Efígie sinistra da morte, trágica amiga!
És a cara da sombra imortal ceifando
O silêncio observa o sofrer que castiga
A tua agonia execrável te consumando.

Sofres por Amor, uma semente antiga,
Morrer no padecer certo chorando
Ouves o bramir de dor que te obriga
Repouso sevo, no delírio pairando.

Inquietante ensejo, que tanto me acossa;
Interrompa o lerdo brado que murmura,
Como lei o Amor na seiva da loucura.

Se não te esqueço este Amor não cessa
Conheço o mal, mas ignoro a cura,
Quero desejar-te alegria com ternura.

                          Herr doktor
HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 25/07/2006
Reeditado em 26/09/2008
Código do texto: T201651

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21377 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:08)
HERR DOKTOR