Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Poeta pede que não esqueça

Apego-me a uma certa amiga viva,
em vão aguardo tua palavra escrita
penso na flor do Lácio tão bonita
e lhe escrevo versos na voz ativa.

A rima imortal, dor bruta e cativa
que tanto aprecia a sombra e não a evita.
Coração em cacos que tanto explicita
no sonho inerme na vida emotiva.
 
Contudo ferve o vil sangue na veia
algoz e vítima em feral moldura
num duelo sanguíneo chão de areia.

Escrevo estas palavras na candura
pois quero te dizer algo na lua cheia
noite do poeta fausto e suas juras.

                        Herr Doktor
HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 26/07/2006
Reeditado em 26/09/2008
Código do texto: T202313

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21377 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:10)
HERR DOKTOR