Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No meu silêncio, há gritos sufocados

No meu silêncio, há gritos sufocados
A percorrer-me o corpo, loucamente;
Dos demônios em mim, escuto os brados
E os enfrento, sem medo, frente a frente!

Imaginado vê-los derrotados,
Imensa paz invade minha mente;
Na remissão de todos os pecados
Da minha angústia, a Deus, faço um presente!

Tempos depois, esses demônios voltam,
Com mais força, alarido e mais vigor,
E pesadelos trazem, de terror!

E em meio aos gritos que os demônios soltam,
A voz de Deus, mais forte, em mim ressoa
E minh’alma, ao vencê-los, os perdoa...


E em meio aos gritos que os demônios soltam,
A voz de Deus, mais forte, em mim ressoa
E minh’alma, ao vencê-los, os perdoa...
Marcos Coutinho Loures
Enviado por Marcos Coutinho Loures em 27/07/2006
Código do texto: T203461
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Coutinho Loures
Muriaé - Minas Gerais - Brasil, 80 anos
29 textos (3212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:52)