Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flor da idade

Eu menino sem resistência,não escondo um segredo
Não consigo guardar a luz do meu mundo, onde estão meus pesadelos
Mesmo que minha alma indecisa esteja exposta a um espelho
Não serei que tu queres, almejo meu amor, o que há de mau em tê-lo?

Se a alma viaja dentro da própria e não encontra abrigo
Obrigasse a proteger-se da chuva as sombras do inimigo
E se o amor é da vida realidade uma fuga voluptuosa
é o crime mais perfeito, com a arma mais vistosa

Se a flor da idade perde o seu viço natural
Cora com coragem o coração acariciando-o
De modo que os espinhos da rosa não o machuque
E a flor da idade também não se mude

Oh alvorada de afirmações que a todos confudi
Defende as ofensas que os outros a mim não se contém
Não minto, não minto, eu sinto, eu sinto.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 28/07/2006
Código do texto: T203861

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:10)
Andrié Silva