Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonho eterno

Quero da fina brisa do amplo campo
Os ares puros do amor perseverante
cumplice de velhos reis e teus infantes
às nobres moças que escrevo tanto

Quero que aos teus pés mãe natureza
meus versos cantem velhos amores
de anjos e nuvens, auréolas e cores
e rio reflita teu som de pureza

E eu um dia poeta em poema
No silêncio co'a aurora concorde
O lixo que são meus poemas vazios

Na audácia de amar as letras morfema
E o agouro da alma perene anil
O verso na relva pra sempre me acorde.
Silva Neto
Enviado por Silva Neto em 01/08/2006
Código do texto: T206718
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Silva Neto
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 44 anos
123 textos (37628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/17 09:10)
Silva Neto