Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A metade negra

Que povoa tanto o coração, obsessão
Interminável no cerne insalubre
E quando agoniza a dor sem perdão
Vejo os entes mortos de preto, lúgubre.

Pútrido andrajo que o cobre, tensão
Sobre este pórtico denso e salubre
Pacto com a morte ó triste abstração
Extirpada do meu âmago fúnebre.

Anjos Negros tão vis haviam feito
Deste orbe inócuo cheio de defeito
Num oceano interminável e triste.

Quiçá seja porque os inimigos viste
Tantos o são que escurecem o ser, riste...
Do cão de peçonha vil e imperfeito.

                        Herr Doktor
HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 04/08/2006
Reeditado em 05/03/2009
Código do texto: T209104

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21374 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:10)
HERR DOKTOR