Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de Amor Realista

Amor inerme que veste a razão
O amor nos humanos sente uma dor tardia.
E é ao acaso que encontro graça sombria
De amores que ferem o coração.

Amor mortal numa triste emoção
Sendo a dor que inspira tanta rebeldia
Em dias tristes o nervo contraía
Com Agripina e Cláudio amor, perdição.

Sendo feliz o momento sagrado,
O ser perdido em um amor eivado
Pulsação repetida neste peito.

Acreditar no amor grave defeito
De um amor distante quase refeito
Em um simulacro mortal, calado.

                  Herr Doktor
HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 08/08/2006
Reeditado em 26/09/2008
Código do texto: T211910

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21373 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:33)
HERR DOKTOR