Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MATAM O AMOR

As pessoas, às vezes, geniosas,
Matam o amor no seu berçário ainda,
Como se fosse algum buquê de rosas
Pisado pelas botas. Logo finda.

Depois... choram as perdas tenebrosas,
Na noite do destino, outrora linda.
Tudo acaba nas fúrias polvorosas,
Numa tristeza incompreendida e infinda.

O tempo passa. A vida corre louca
Como um foguete que no espaço espoca
E retorna zerado ao frio chão.

Só fica na lembrança uma saudade,
Dorida, sufocante e logo invade
As fibras do tristonho coração!
Lucan
Enviado por Lucan em 11/08/2006
Código do texto: T214017
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86944 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:10)
Lucan