Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um anjo no jardim

Lembro de nós dois retouçando no jardim
olhando os longes que os montes alumbravam;
no balanço eu me alçava e um azul vinha até mim,
ao descer, dois olhos verdes me encontravam.

Por invejar teu sorriso os girassóis e jasmins
viravam-se para sombra, fingiam que desbotavam;
e tu passeavas entre os rouxinóis, meu Querubim,
solfejando cada nota que em teu louvor trinavam.

Quanta poesia me desperta tua boca, doce pequim,
que a natureza amaviosa, quieta e melindrosa
padece envergonhada de não ser tão bela assim!

Meu olhar pasciava e agraciava tua figura airosa,
queria te entregar mais de mil molhos de rosas,
mas, beijar-te as mãos, só se eu fosse um Serafim.
Chaplin
Enviado por Chaplin em 12/08/2006
Código do texto: T214779
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chaplin
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
420 textos (28737 leituras)
1 áudios (130 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:03)
Chaplin