Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do amor.





Ela veio em cena de amor
Saboreando-me em seus delírios
Não tem como esquecer, é quente
Entrou na mente e acabou no corpo.

O ápice revelou todos os segredos:
Mitos, tabus, porto seguro, já era.
Pensei ser dispensado dos sonhos, dela
Mas, na incrível manifestação do prazer, fiquei.

Assamos mais verdades do que nunca
Contamos valores incalculáveis
Para ser franco, amamos...

O paraíso foi criado
Não restando aparas para fingir
Por isso a eternidade conta o tempo para nós.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 12/08/2006
Código do texto: T214959
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26287 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:30)
Condor Azul