Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entardecer no Litoral

Mete a pique prásino lastro
Borbulha com suscitar bravio
À deriva, tíbio e refrato navio
Desfralda límpido ás no mastro.

Suspeita ao léu, quilotado carniceiro
Metros que fugiam às estratificadas
Na aba do quepe, o timoneiro
Alcatruzando sereníssimas bicadas.

Expõe-se ao azul e à rapina
Nobre olor da coisa vencida
Almejam ladrões e outros tais
Entre homens e vis animais.

Espanta da lua, o sono pela treliça
Na rede, deita o sol e se espreguiça.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 16/08/2006
Código do texto: T217890

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34095 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 09:58)
Cesar Poletto

Site do Escritor