Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paz profunda

Que falta o mar me faz, esse colosso,
pra brilhar inda mais, como se no alvoroço
da espuma salpicada despojasse diamantes,
nesse fluir tão terno e tão gigante.

Lustrosas conchas rolando, coloridas
pelo fundo das areias, trazem no bojo
imbrincado, que espalha tanta vida,
almas guardadas, fosse um bordado estojo.

Quebrando rolo após rolo, num eterno arrojo,
murmurando dormente nessa paz profunda,
é essa música dolente que me inunda.

Por fim, esse azul será minha mortalha
e minha alma com sal quero adornada;
abraçaremos juntos cada onda, amada.
Chaplin
Enviado por Chaplin em 18/08/2006
Código do texto: T219349
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chaplin
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
420 textos (28738 leituras)
1 áudios (130 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:34)
Chaplin