Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mundana Insensatez

Amei-te!...(- Sem limite nem prudência!)
E com tamanha força e tanta gana
Que sofro agora as duras conseqüências
De quando se ama alguém que não nos ama!

Amei, fazendo jus a essa incoerência
Que é desejar amar nessa mundana
Insensatez, na louca efervescência
Que ao saciar o corpo à mente engana!

E nesse sonho fiz toda uma história
A espera de um olhar, todo momento,
Vivendo o amor real só na memória...

E na lembrança a dor e esse tormento,
A me ferir por dentro, mas, por fora,
Nenhuma gota de arrependimento!
Ciro Di Verbena
Enviado por Ciro Di Verbena em 21/08/2006
Reeditado em 22/11/2014
Código do texto: T222178
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ciro Di Verbena
Votorantim - São Paulo - Brasil
223 textos (8974 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:25)
Ciro Di Verbena