Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fabela do sapo e o escorpião —Pra Juli refletir (rsss)—


—Ah! que tristeza não saber nadar!
Lamenta-se, pro sapo, o escorpião.
—Quisera ser um sapo, meu irmão!
Poder por estas águas navegar.

O sapo, pensativo, a coaxar,
resolve ajudar o escorpião:
—Venha comigo! Mas por precaução...
pôs-se a ensiná-lo a nadar.

—Que alegria é saber nadar!
Exclama, alegremente, o escorpião.
Não quero ser um sapo, meu irmão.
Já posso, eu sozinho, navegar.

O sapo sai nadando, devagar...
e é alcançado pelo escorpião.


Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 21/08/2006
Código do texto: T222189
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1332 textos (57746 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3192 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:32)
Herculano Alencar

Site do Escritor