Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vergonha de Matuto

Manto rosa lima
Verde trançado
Quede enforcada rima
Inda selado.

Corre Santa calminha
Nódulo, impudica hora
Pascigo na sementinha
Bossa urina lá fora.

Mar do chorume
É o mau costume
De ver-te cá
Pêra, cajá.

Abastece o alforje o sertanejo
Donde ser-te é meio e pejo.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 22/08/2006
Código do texto: T222836

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34093 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:03)
Cesar Poletto

Site do Escritor