Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BEIJO INFINITO

Eu bem sei doce musa , eterna fada,
que quando um dia por mim fores beijada,
a tua boca - poetisa feiticeira-
há de querer meu beijo a vida inteira!

E eu desejo o teu beijo da maneira,
que o beija-flor beija a rosa na roseira;
como a brisa beija a  noite enluarada,
como o sol beija o raiar da alvorada!

Há de ser este  beijo  diferente
de tudo que do amor, tu vês e sente,
de tudo que os poetas têm escrito!

Um beijo que tu alma não conhece,
que a brilhar, entre estrelas, quase em prece,
vai  durar para sempre no infinito!

Att. Poema registrado na forma da Lei dos Direitos Autorais
     Ao reproduzir, citar a fonte.
Nelson de Medeiros
Enviado por Nelson de Medeiros em 25/08/2006
Reeditado em 10/05/2011
Código do texto: T225383

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson de Medeiros
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
493 textos (66319 leituras)
11 áudios (2996 audições)
1 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:37)
Nelson de Medeiros

Site do Escritor