Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da nostalgia

Qualquer sorriso de mulher me a lembra
Leonina menina ensolarada.
Fera feroz, algoz, também levada,
Fugiu. Pensá-la é só tristeza e sombra.

Infinda solidão! Tudo a ela lembra!
O latir do cachorro vira-lata,
A meretriz que diz-se atriz inata,
Ainda o uivar do vento à noite tenra.

Eu sei: quando partiu devi esquecê-la
E novas moças procurar...Não pude.
Então tentei fitar os seus defeitos

Mas tornei sempre a desejar revê-la...
Pra que lutar? Se o amor foi tão perfeito
Deveras olvidar será virtude?
Cirilo
Enviado por Cirilo em 30/08/2006
Reeditado em 31/08/2006
Código do texto: T228923
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:33)
Cirilo