Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRISIONEIRA DE AMOR

Nesse portal de grades mais douradas
Em que prisioneira me senti...
Lá onde sonham musas, lindas fadas
Em sonhos eu confesso. me perdi

Minhas lágrimas correm destiladas...
Das fontes da minh’alma que te abri
E nas lendas das mouras encantadas
Neves do coração eu derreti!...

Eu vi dunas e montes de saudade
Deslizei no trenó da liberdade…
Sonhos de solidão! De viver só!

As lágrimas brincaram no regaço,
Pérolas preciosas num espaço…
De ser Mulher e Mãe e ser Avó!

Maria José Fraqueza - Portugal
zezinha
Enviado por zezinha em 01/09/2006
Código do texto: T230173
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
zezinha
Portugal, 80 anos
90 textos (5499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:31)
zezinha