Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida de esbórnia (ou Consolo)

Esta vida de esbórnia me vai atar
A meu caixão, ó desilusão, eviterna!
Suga-me toda seiva, desgoverno
Neste hedonismo de verão e abusar

Da noite de champanha e caviar,
Da leviandade da riqueza externa...
Para que relutar? Melhor baderna
Que esta não há, beber, tomar, vastar!

Não sei se quero mais amar, a vida
Me basta, satisfaz-me a solidão,
Eu e minha garrafa e meu cigarro então

Só penso em procurar contramedida,
Mas não me traz consolo essa abstenção
Que findou após ela volver jazida.


Cirilo
Enviado por Cirilo em 02/09/2006
Reeditado em 02/09/2006
Código do texto: T231221
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:15)
Cirilo