Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OUTRA MUSA

Se por desgraça, um dia a minha musa
Abandonar-me — pobre viageiro —,
E apagar da ribalta a luz difusa
De este meu poetar assaz grosseiro,

Procurarei uma infiel medusa
E como um serviçal,  irmão coveiro,
E irei compor, humilde, sem recusa
Conto fantasma, horrível, mandingueiro.

Há leitor para todos os modelos
Existe estória de arrepiar cabelos
E de caveiras e megera intrusa.

Mas, nada disto deve ser verdade...
Continuarei poetando, sem maldade,
Se conseguir achar uma outra musa.

Lucan
Enviado por Lucan em 04/09/2006
Código do texto: T232728
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86948 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:09)
Lucan