Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da Esperança

Sou contínuo fogo contemplado
ardência de chama q não apaga
sou gracioso sentimento adorado
carência de pessoa mal-amada

Repentino do momento apreciado
que com perseverança se alastra
nascente do momento estonteado
onde nem da maior desgraça se escaça

Geratriz da inquietude até o objetivo
implorativo diante da preguiça
liberto ao temperamento instintivo

Oh lida de valor aditivo
imponente e grande cobiça
seja luz acesa no ser ascendido.
Fábio Henrique Silveira
Enviado por Fábio Henrique Silveira em 04/09/2006
Código do texto: T232896
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Henrique Silveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
49 textos (2018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:04)
Fábio Henrique Silveira