Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A POESIA

GLÓRIA CUNHA, ao escrever este soneto lembrei-me de você... nada mais justo que lhe oferecer como homenagem sincera e respeitosa. Lucas

Quando a última esperança fenecer
No seu coraçãozinho de donzela,
Com sua dor que logo se encapela
E a dolorida lágrima a escorrer,

Leia em seu blog a poesia bela
Que fale sobre amor, sobre o poder,
E você irá tão logo se esquecer
De dor e mágoa ou de qualquer mazela!

A poesia nos leva ao próprio céu,
É o mais sublime e mais feliz troféu,
Bálsamo santo para o mal e a dor.

Ela nivela as infernais arestas,
Muda o gemido em curtição e festas
E enche nossa alma... do mais puro amor!
Lucan
Enviado por Lucan em 05/09/2006
Código do texto: T233181
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86948 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:24)
Lucan