Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁRVORE



Abrigas, sem vaidade, a tantos quantos,
Vindos de lutas, buscam refrigério;
Não cobras um real por serem tantos,
Não usas esse sórdido critério;

Ao que sorri feliz, ao triste, ao sério,
Dás, a todos, os mesmos acalantos...
És um delubro puro e sem mistério,
Templo das alegrias e dos prantos.

E ainda dás o fruto ao que tem fome,
Sem sequer perguntar nem mesmo o nome
Ao cansado e faminto repousante.

Oh! Árvore! tu és, não só um templo,
És, também, um belíssimo exemplo
De bondade - frondosa e verdejante!
Raymundo de Salles Brasil
Enviado por Raymundo de Salles Brasil em 08/09/2006
Código do texto: T235351
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raymundo de Salles Brasil
Salvador - Bahia - Brasil, 83 anos
237 textos (6825 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:20)
Raymundo de Salles Brasil