Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da renúncia

Renunciar! Renunciar eu devo!
A ti que foste minha, tão só minha!
Minha amiga fiel, meu só desejo...
Te conquistei, te amei, ó menininha!

Para mim já encontraste meu relevo,
Quieto sucumbirei sem fazer rinha...
Não poderei fingir porém, elevo-te
Em pedestal ainda, tal rainha!

Sonho-te todas noites, eu te sonho!
Não quereria não dormir sem tua
Presença em meu pensar, menina nua!

Só faço te lembrar, torno enfadonho
Quando outras me perguntam, se te penso?
Devo mentir, faço sorrir, e esqueço...
Cirilo
Enviado por Cirilo em 09/09/2006
Reeditado em 18/02/2009
Código do texto: T235924
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:22)
Cirilo