Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Indigno Ser



Indigno ser  que a vilania exalta
Comprazendo-se em gestos torpes
Assassino covarde de vastas orbes
Ignóbil em suas próprias faltas

Teu semblante não espelha tua maldição
Assombrosa é a face que ora fito
Tez de anjo, porem anjo maldito
Por onde segues semeias desolação.

Ah, corrompes os incautos, e mesmo os santos
Que acreditam na calunia que proferes
Com lábios mansos lanças punhais e feres

corações, os desavisados e os insanos
tornam-se filhos de teu mister profano.
E choram os deuses, por incontáveis eras..
Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 09/09/2006
Reeditado em 20/01/2009
Código do texto: T236178
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
776 textos (34946 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:11)
Liane Furiatti