Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Buraco Negro

Por trás da enluarada fresta
Vem a bruxa me visitar
Enverga longo vestido de festa
Ápteros anjos a ciceronear.

Não atina que a noite é o dia
Pro poeta bissexto e escovado
Tem na alma, urgência de orgia
Ceifando marido e lobo hibernado.

Sou teu, bruxa poeta
O lençol muito me quer
Estanque o coágulo que veta
O esposo daquela mulher.

Não é hoje, linda fada, não é dia
Teu ósculo tocou-me à revelia.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 09/09/2006
Código do texto: T236454

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
730 textos (34092 leituras)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:57)
Cesar Poletto

Site do Escritor