Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ORAÇÃO

 

Foi de joelhos que pedi perdão
Por todos quantos ofendi, bom Deus;
De olhos fechados mas fitando os Céus,
Assim mesmo, rezei uma oração.

De joelhos pedi pelos que adoram
Falsos profetas, falsos ideais;
De joelhos rezei pelos demais,
Muitos deles, com fome, apenas choram…

Abraçado ao conforto desta Paz,
De joelhos aos pés da minha cama,
Nesta oração sinto-me mais capaz;

Que o Amor continua a ser meu lema.
E rezo, por quem sofre, por quem ama,
Agitando ao Amor este poema!

*****************************************************
NOTA: Este soneto foi declamado no encontro de 09/09/2006 em Coimbra pelo poeta Daniel Cristal.

São tantas as dores e mágoas que me surgem na cabeça e, numa noite de Novembro, escrevi a minha prece neste soneto sentido e em forma de oração, de joelhos, aos pés da minha cama.

29/11/2005, Henricabilio
HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 13/09/2006
Reeditado em 14/09/2006
Código do texto: T239435
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.Henricabilio.web.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 55 anos
573 textos (246221 leituras)
20 áudios (22305 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 15:04)
HENRICABILIO