Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de autocompaixão

Estava triste então saí na noite,
Buscando procurar algum consolo;
Evitando ficar na noite solo,
Balbuciando rimas como açoites.

Encontrei-a bebida lá na boîte,
Abordei-a num gesto mais que tolo;
Disse-lhe, 'Tu só podes ser modelo'
E, 'Mira quão tão bela esta sonoite!'.

Dançando ela esfregou-me me aquecendo,
Com o corpo tão cheio de carinho
E com cheiro de noite amanhecendo.

A menina fogosa, que tesão!
Nos deixou a ponto, sós eu e minha mão,
Ó solidão! Fui ao motel sozinho...

Cirilo
Enviado por Cirilo em 15/09/2006
Reeditado em 18/02/2009
Código do texto: T240521
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:48)
Cirilo