Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SE EU MORRER AMANHÃ = Leitura proibida aos que me amam.

Se eu morrer amanhã que os meus amigos
Não chorem, não mereço tanto assim.
Deixem que os coitadinhos dos mendigos,
Com certeza, já irão chorar por mim.

Os pássaros, dos galhos, nos abrigos,
Devem silenciar pelo meu fim.
Moscas a voejar sobre os jazigos
Me encontrarão como o ébrio ao botequim.

Que nem um verso os poetas me ofereçam,
Nada mais a fazer... todos me esqueçam,
Só aos vermes, banquete de defunto.

Que rasguem meus poemas, poesias,
Os mortos não precisam de alegrias...
Adeus! É o nada. O fim do meu assunto!!
Lucan
Enviado por Lucan em 16/09/2006
Código do texto: T241999
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86941 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:37)
Lucan