Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Empós a Chuva!

Desperta-se entre o mundo das águas o Reino da Chuva,
Que vive ao acaso da razão do clima entre o calor e o frio!
Esta representa talvez a precipitação da borrasca que uiva,
Ou o sereno em noite de bonança em que se tem muito brio.

Empós a partida de vossa majestade, pranto da natureza!
As úveas anis dos meus olhos ficam levemente marcadas,
Com uma alva sombra de tristeza que persegue a reza,
Dos meus martírios e lamentos vistos nas sacadas.

Porque foste embora sem aviso? - Minha mãe acolhedora!
És quem me entende no escárnio da vida que levo só,
És a imagem do ostracismo que tenho na perora.

Todavia simbolizas beleza ímpar quando age:
Sobre o solo, sobre as folhas, sobre as árvores!
Que o núncio beija-flor com gosto com estas interage.  
Rogério Guasti
Enviado por Rogério Guasti em 18/09/2006
Código do texto: T243394

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site www.recantodasletras.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rogério Guasti
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 36 anos
333 textos (32419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:04)
Rogério Guasti