Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto dos amantes distantes - II

Eu te desejo, eu te desejo tanto!
Menina pálida, pequena e pudica,
Quero beijar tuas virtudes lúdicas
E desfazer teu inocente encanto.

Vem derramar sobre meu corpo tanto
Tua carícia, ó delícia única!
Despeja sobre mim a tua fúria
E balbucia que me ama entre prantos.

É agora quando mais você me quer,
Neste silêncio que nos torna inconhos,
E o nosso amor a vil distância testa.

Maldita hora pra partir mulher!
Das ilusões que tive só me resta
Neste acalanto eternizar os sonhos.
Cirilo
Enviado por Cirilo em 18/09/2006
Reeditado em 18/02/2009
Código do texto: T243552
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
136 textos (7396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:24)
Cirilo