Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de poeta que não sabe dizer o amor!

Amar e não saber dizer-te, condenar-me!
E como tolo poeta que sou, sentir-me infiel
Que se não posso em palavras transmitir o canto
do cantar do amor... que me encontre o céu!

Ser poeta e não saber dizer-te, emudecer-me!
E em dias róseos ver a rosa na rosa cor...
... deste amor... de tal amor que me encerra
Me incompleta na completude de tudo que me vai compor!

Não saber usar-te, palavra que me alforria
Para confessar a quem me resume em resumo certo!
Amar-te e não saber dizer, nem em sonho do sonho que me guia...

Falar-te! Segredar o amor que me inala e me tem liberto
do amor... que como te dedico o dedicar da poesia
que nem sei declarar-te, pois só te quero perto!

dhália
Enviado por dhália em 19/09/2006
Reeditado em 21/09/2006
Código do texto: T243676
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:56)
dhália