Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Milagres

Milagres existem sim
São aleijados que andam
São surdos-mudos que falam
A própria vida em mim

São loucos que compreendem
Meu desespero, o dizer
São cegos que examinam
A vida e dão parecer

A própria vida em mim
A Fé, um alguém, a dor
É a consciência que brota

Do ser vivo, como uma flor
É a esperança que trota
Num rompante de amor

Cabeça de poeta
Enviado por Cabeça de poeta em 19/09/2006
Código do texto: T244001

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Osvaldo Brito, http://osvaldobrito.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cabeça de poeta
Fortaleza - Ceará - Brasil, 63 anos
185 textos (22142 leituras)
1 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:18)
Cabeça de poeta