Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETOS PARA QUESTIONAR A DOR (- III – )

Manoel Lúcio de Medeiros.


Qual um balde nos derrama como pranto,
Com mau tratos, só nos fazes sucumbir,
Por que tiras tudo o que há de encanto?
Por que vens nestas horas de dormir?


Por que passas sempre além desta medida,
Se o corpo nunca pode suportar?
É vingança, o sofrer na tua ira?
Qual a carne que te pode enfrentar?


Quantas vezes não nos fere o coração,
Em gemidos fortes que só nos espreme?
Dor ingrata, que engata, nos ilude!


Como posso segurar-te com a mão,
Se me mexes, que até a base treme?
Em minutos, levas toda a quietude!


Direitos autorais reservados!
Malume
Enviado por Malume em 23/09/2006
Reeditado em 14/11/2006
Código do texto: T247155
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:46)
Malume