Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A FOME




Todos vemos, através da Televisão,
Imagens de dor e sofrimento
De quem não tem roupa nem pão
Nem nada que garanta o seu sustento.

Vemos pobres pela fome vergados,
Vitimas do egoísmo e da ganância
De governantes e seus afilhados
Que nadam num mar de abundância.

Vemos seres humanos maltratados,
Que á mingua e á fome se consomem,
Enquanto cães de luxo e bem tratados,
À farta do bom e do melhor comem.

São as guerras cruéis e fratricidas,
Algumas impostas do exterior
Que causam fome e ceifam vidas,
Porque o Mundo esquece o amor.

Há dinheiro que gasto em armamento,
Vai encher os cofres de alguns países,
Em vez de ser gasto em alimento,
Que mitigasse a fome de alguns infelizes.

A Europa tem alimentos a apodrecer,
E impede os excessos de produção,
Preferindo ver tanta gente morrer,
E mandar-lhe armas em vez de pão.

Há tubarões que roubam pelo caminho,
E usam em seu próprio beneficio,
Os bens que por altruísmo e carinho,
Outros deram com amor e sacrifício.

Há dirigentes de nações poderosas,
Que em discursos lamentam a situação,
Mas suas acções são lentas, morosas,
E não passam de simples intenção.

Alberto Carvalheiras
Enviado por Alberto Carvalheiras em 26/09/2006
Código do texto: T249510
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alberto Carvalheiras
Portugal, 73 anos
323 textos (10326 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:29)
Alberto Carvalheiras