Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PÁSSARO MATUTINO



Perturbada,nesta estranha encruzilhada
que à minha frente se vislumbra,
não escolho caminho. Nada me deslumbra.
Estou confusa...rio de mim, à gargalhada!

Meu corpo arde, mas não estou agasalhada!
Minha alma, imersa em suave penumbra
mais e mais se distancia e não se deslumbra...
Faz-me sentir mais sozinha e humilhada...

Talvez eu seja um ser solitário, peregrino,
tanto, que quase enlouqueço e me confundo!
Ou, quem sabe, um mudo pássaro matutino

que só quer esvoaçar p’ra um outro mundo
e voltar então, como um pássaro vespertino,
dono dum gorjeio suave, doce e profundo!..

















HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 26/09/2006
Código do texto: T250146
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:22)
HELENA BANDEIRA