Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR DE FILHO

No auge louco e infeliz da embriaguez,
Ria e chorava de alcoóis repleto
Um bêbado sem paz, sem lar, talvez
Sem amor, sem carinho e sem afeto.

Tinha perdido toda a lucidez
Deitado na calçada de concreto.
Passa um padre, um ateu, um lorde inglês...
Ninguém percebe. O povo passa reto!

Chega um menino e abraça o pai no chão:
— Vamos pra casa, meu legal paizão —.
— Não vou! Eu fico aqui, filho porqueira!

E o menino sofrendo frio e o vento,
Com seu pai, no auge triste do tormento,
Dormiu ao lado dele a noite inteira.

Lucan
Enviado por Lucan em 28/09/2006
Reeditado em 28/09/2006
Código do texto: T251078
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucan
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 85 anos
1985 textos (86938 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:52)
Lucan