Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



                   

          SAUDADE ENIGMÁTICA



Por que sentir saudade, este atroz sofrimento
que nos abate assim, de forma tão cruel,
e com maldade torna a vida sem alento,
deixando-nos somente um amargor de fel?

Jamais aceitarei tanto padecimento!
Pintando minha vida escura com pincel,
eu farei da existência um suave acalento,
transformando-a num belo e alegre carrossel.

Mas com muita tristeza a saudade nos trai,
deixando esta incerteza em nosso coração,
quando alguém desejado e querido se vai:

pior será sentir falta de um ser ausente
que de nós se afastou, às vezes sem razão,
ou do ser que no Além repousa eternamente?


                                                                  (Soneto alexandrino)

Alda Corrêa Mendes Moreira
Enviado por Alda Corrêa Mendes Moreira em 30/09/2006
Reeditado em 07/12/2008
Código do texto: T253430
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alda Corrêa Mendes Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (13200 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:06)
Alda Corrêa Mendes Moreira