Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Retrato da Balada

Amor imenso à moda antiga
Ardência de um desejo infinito
Pelos ares suaves coloridos
À harmonia bela das cantigas

Há quem dispensa e que esnoba
Um carinho de luar doce, sereno
Pelas flores molhads de orvalho ameno
A esmaecer na pândega mais boba

Efêmera fase, o coração espera
O porvir dessa paixão bem mais madura
Suspirares em silêncio ao brotar da primavera...

Pois goza a vida de esplêndia candura
Que sobre regras e limite faz sincera
Uma alegria que eu só vejo por moldura!
lucheco
Enviado por lucheco em 01/10/2006
Reeditado em 01/10/2006
Código do texto: T253729
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
lucheco
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
128 textos (62099 leituras)
6 áudios (1218 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:13)
lucheco